Rede de produtores de café peruanos trabalham para um comércio justo de princípios e oportunidades

Durante o ano de 2015, a CLAC forneceu um reforço das capacitações no cumprimento de aspectos sociais e o bem-estar infantil, para um total de 186 organizações de Pequenos Produtores no CLAC. Nesse contexto, no Peru, em novembro de 2015, foi realizado o seminário sobre este assunto na região Nordeste do Amazonas, com a presença das principais organizações de produtores de café com o objetivo de fortalecer o conhecimento dos critérios de conformidade dentro dos padrões de Comércio Justo, bem como para construir parcerias para enfrentar os desafios que esta questão representa para a nossa sociedade.

A este respeito e como resultado deste seminário, começou o processo de construção, do que é hoje uma realidade: a Rede de Cooperação de áreas técnicas de organizações de café de Lonya Grande, formada pelas Cooperativas CECAFÉ, JUMARP e Montaña Azul (Montanha Azul), que abrangem mais de 1150 famílias de Organizações de Comércio Justo dos distritos de Lonya Grande, Yamón, Camporredondo e Ocallí na Região do Amazonas.

“Nossa iniciativa representa uma grande oportunidade para nossas famílias produtoras de café e nos vai ajudar um ao outro além de fortalecer nossos laços dentro de um comércio inclusivo, com princípios e de respeito para as nossas sociedades”, disse Elvis Huanca, Coordenadora da rede.

Atualmente, a rede investiu recursos financeiros gerados pelo “premio” que se paga pelo Comércio Justo na implementação de atividades, tais como cartazes sobre o bem-estar da criança e direitos das crianças, seminário sobre as regras do sistema de Comércio Justo, campanhas de impacto social, entre outras.